Ranking dos melhores top journals e centros acadêmicos em economia no exterior

Prezados Estudantes, 

Disponibilizo, a seguir, relação de rankings dos melhores top journals e centros acadêmicos em economia no mundo. Esse artigo será bastante útil para àquelas pessoas que pretendem cursar um programa de doutorado no exterior. Um abraço,

1. European Economic Association: ranking.pdf

2. Econphd: http://www.econphd.net/rankings.htm

3. Ranking elaborado pela Universidade de Toronto: http://www.economics.utoronto.ca/ranking.html

4. Ranking da U.S. News: http://www.usnews.com/usnews/edu/grad/rankings/phdhum/brief/ecorank_brief.php

Anúncios

Questão sobre balanço de pagamentos

Em 05/01/2007, o concursando Wiliams pediu ajuda no seguinte assunto:  “Olá Serginho! espero que tudo esteja bem contigo. Se puder, me esclareça o porquê de o gabarito desta questão indicar a letra “c” como resposta. Neste caso, o saldo do balanço de serviços não seria 10(positivo)?

(Analista de Planejamento e Orçamento/2002)- Considere os seguintes dados para uma economia hipotética, em unidades monetárias e num determinado período de tempo:


déficit comercial = 100;
transferências unilaterais recebidas = 10;

saldo líquido positivo do movimento de capitais autônomos = 100.


Considerando que o saldo total do balanço de pagamentos foi nulo e supondo a ausência de erros e omissões, é correto afirmar que:
a) o balanço de serviços apresentou saldo negativo de 110 e o saldo em transações correntes foi deficitário em 110.
b) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi deficitário em 90.

c) o balanço de serviços apresentou saldo negativo de 10 e o saldo em transações correntes foi deficitário em 100.

d) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi deficitário em 110.

e) o saldo do balanço de serviços foi igual ao saldo em transações correntes.
Fico muito grato. Abraços, e um ótimo 2007 para você e sua família.
p.s.: Desculpe-me a exploração!!”  
Resposta: “Olá amigo Wilians, um feliz 2007 para ti e sua família. Desejo que Cristo seja sempre presença viva em seu coração e de seus familiares. Pois bem, vamos montar a estrutura do balanço de pagamentos: 

A) SALDO EM TRANSAÇÕES CORRENTES: A.1 + A.2 + A.3 = – 100 -10 +10 = – 100

A.1) BALANÇO COMERCIAL = – 100

A.2) BALANÇO DE SERVIÇOS = -10

A.3) TRANSFERÊNCIAS UNILATERAIS = 10

B) BALANÇO DE CAPITAIS AUTÔNOMOS = 100

C) ERROS E OMISSÕES = 0

D) SALDO TOTAL DO BALANÇO DE PAGAMENTOS = A + B+ C = -100 + 100 + 0 = 0 

Observe que, além dos dados númericos apresentados na questão, ainda temos a informação de que o saldo do BP é nulo e não há saldo para a conta Erros e Omissões. Então, para que o saldo do BP seja nula, o saldo em TC tem que ser -100, pois o elaborador da questão já havia mencionado que o saldo do movimento de capitais autônomos era 100. Contudo, para que o saldo em TC seja – 100, é preciso que o valor do saldo do balanço de serviços seja -10, o qual irá se anular com o saldo em transferências unilaterais. E o déficit em TC é oriundo do déficit da balança comercial.  E agora, ficou mais claro para ti?”   

Dúvidas sobre taxa natural de desemprego.

Em 04 de maio de 2006, o concurseiro “MacWill” pediu-me a seguinte ajuda: “Professor Sergio. Boa noite. Gostaria que o senhor me desse uma luz acerca deste gabarito. Questão ESAF/ACExt. – Uma maneira possivel de se reduzir a “taxa natural de desemprego” de uma economia seria a) aumentar o valor do salario minimo real
b) praticar uma politica monetaria expansionista
c) praticar uma politica fiscal expansionista
d) aumentar o volume de informações sobre oferta e demanda por trabalhadores
e) aumentar o valor dos beneficios do seguro-desemprego em termos reais.

Gabarito (d) 

Resposta: “Olá MacWill, por definição, a taxa natural de desemprego é aquela onde o nível de preços está igual ao nível de preços esperado, que nesse caso é igual ao nível de preços do período anterior.

De maneira equivalente, dizemos que a taxa natural de desemprego é a taxa onde a inflação corrente é igual a inflação esperada. Sobre os itens “b” e “c”, uma política fiscal ou monetária expansionista ocasionam uma expansão do Produto (PIB), e, consequentemente, aumenta o emprego (conforme a visão keynesiana). Mas estamos tratando de taxa natural de desemprego, e não de taxa de desemprego simplesmente. Agora, a alternativa “d” é interessante, pois se o governo implanta um sistema nacional de emprego, onde se obtem informações sobre oferta e demanda por trabalhadores em vários segmentos da sociedade, isso seria uma possível maneira de se reduzir a taxa natural de desemprego. Um abraço.”