An Incentive Based Approach to Combat Money Laundering

Abstract

In this paper both a Pigovian and an incentive based approach to combat money laundering are studied. The analysis departs from the consensus that financial institutions play a central role in the combat against money laundering since an efficient report system depends on the willingness of banks to cooperate with competent authorities. The paper shows that a Pigovian taxation on the profit of banks that are not committed to report suspicious activities may lead the bank to follow more closely the Basle Convention prescription ‘know your customer’ by reducing the number of banking accounts. The incentive based approach yields an efficient contract if the competent authorities know the type of the institution. The creation of a contract under imperfect information whose aim is to stimulate banks with particular willingness to cooperate faces the shortcoming of hidden information. This may damage the efficiency of the anti-money laundering regulation.

Referência: Universidade Católica de Brasília. Pós-Graduação em Economia (Mestrado e Doutorado). Working paper nº 07/002, setembro de 2007.

 

Acesse aqui: moneylaundering-2007

Também disponível em: http://www.poseconomia.ucb.br//

 

Clique em “publicações” e, em seguida, em “working paper”.

Dominância Fiscal ou Dominância Monetária no Brasil? Uma Análise de Causalidade

Resumo

 

O objetivo deste estudo é verificar se existe dominância fiscal ou monetária na economia brasileira no período pós-Plano Real. Investiga-se a relação de equilíbrio de longo prazo e a causalidade de Granger bivariada e multivariada entre as variáveis taxa nominal de juros, relação dívida/PIB, relação superávit primário/PIB, taxa real de câmbio e o prêmio de risco. Os resultados sugerem que a economia brasileira encontra-se sob regime de dominância monetária, segundo as definições propostas por Sargent e Wallace (1981). Além disso, o modelo proposto por Blanchard (2004) não encontra apoio empírico no período analisado.

 

Referência: Revista Economia Aplicada, v. 12, n. 4, out./dez. 2008.

 

Acesse aqui: domfismon-ee_20087

 

Também disponível no site da Revista Economia Aplicada:

http://www.scielo.br/revistas/ecoa/paboutj.htm

Clique em “home”, ao final da página, e em seguida clique em “números – todos”.